Como Posso Me Tornar Mais Semelhante a CRISTO?

 

Tornar-se mais semelhante a Cristo é o desejo de todo cristão, e é encorajador saber que Deus tem o mesmo desejo para nós.

Na verdade, a Bíblia diz que Deus “também os predestinou [cristão] para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos” (Romanos 8:29).

Tornar-nos semelhantes a Cristo é a obra de Deus, e Ele garante o seu cumprimento (Filipenses 1:6).

No entanto, o fato de que Deus vai nos transformar na semelhança de Cristo não significa que possamos sentar e esperar sermos levados ao céu em uma “cama de rosas.”

O processo exige a nossa cooperação voluntária com o Espírito Santo. Tornar-se mais semelhante a Cristo exige tanto o poder divino quanto o cumprimento da responsabilidade humana.

Há três coisas que contribuem para sermos mais semelhantes a Cristo:

  • a nossa entrega a Deus,
  • a nossa libertação do pecado
  • e o nosso crescimento espiritual.

1) Tornar-se mais semelhante a Cristo é o resultado da entrega a Deus. Romanos 12:1-2 diz que a adoração envolve uma auto-dedicação total a Deus.

Oferecemos os nossos corpos como “sacrifício vivo” e as nossas mentes são renovadas e transformadas.

Quando Jesus disse: “Siga-me”, Levi deixou suas mesas de dinheiro imediatamente (Marcos 2:14); do mesmo modo, devemos livremente entregar tudo o que temos pelo bem de seguir ao Senhor.

Como João Batista disse: “Convém que ele cresça e que eu diminua” (João 3:30), por isso vamos nos concentrar mais e mais em Jesus e Sua glória, perdendo-nos em Sua vontade.

2) Tornar-se mais semelhante a Cristo é o resultado da libertação do pecado. Já que Jesus viveu uma vida sem pecado, quanto mais nos considerarmos “mortos para o pecado” (Romanos 6:11) e vivermos uma vida de pureza, o mais parecido com Jesus seremos.

Ao nos oferecermos a Deus, o pecado não é mais o nosso mestre, e somos mais claramente identificados com Cristo (Romanos 6:1-14).

Jesus nos convida a segui-Lo, e nós temos o Seu exemplo de obediência (João 15:10), de amor sacrificial (João 15:12-13) e de sofrimento paciente (1 Pedro 2:19-23). Temos também o exemplo dos apóstolos, os quais foram um exemplo de vidas transformadas em Cristo (1 Coríntios 11:1).

Quando se trata de restringir o pecado em nossas vidas, temos ajuda divina: graças a Deus pela Palavra de Deus (Salmo 119:11), pela intercessão de Cristo (Romanos 8:34, Hebreus 7:25) e pelo poder do Espírito que habita em nós (Romanos 8:4, Gálatas 5:16)!

3) Tornar-se mais semelhante a Cristo é o resultado do crescimento cristão. Logo quando somos salvos, somos imaturos em sabedoria e conhecimento, e inexperientes em graça e amor… mas então crescemos.

Em cada uma dessas coisas, a nossa responsabilidade é tornar-nos mais fortes – e mais semelhantes a Cristo. “antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

A ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno” (2 Pedro 3:18). “e o Senhor vos faça crescer e aumentar no amor uns para com os outros e para com todos, como também nós para convosco” (1 Tessalonicenses 3:12).

Agora, Deus opera em nós: “E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito” (2 Coríntios 3:18).

Um dia, porém, o processo será completo: “Sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque haveremos de vê-lo como ele é” (1 João 3:2).

A promessa de ser totalmente como Cristo no futuro é em si a motivação para nos tornarmos mais semelhantes a Cristo agora: “E a si mesmo se purifica todo o que nele tem esta esperança, assim como ele é puro” (1 João 3:3) amém?

Fonte: Gotquestions

SE ESSA MENSAGEM TE AJUDOU DE ALGUMA MANEIRA, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS E FAMILIARES NAS REDES SOCIAIS, E NÃO ESQUEÇA DE DEIXAR SEU COMENTÁRIO ABAIXO, OK?

ABAIXO TEM MAIS MENSAGENS DE DEUS PARA VOCÊ, CLIQUE E CONTINUE CONECTADO, AMÉM? ⬇

COMPARTILHE!

COMPARTILHE, AMÉM?

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!